Oito décadas de compromisso com o setor de energia

 

O SindiEnergia chega aos seus 80 anos de fundação. A história que iniciou em novembro de 1941, em um prédio na Rua Líbero Badaró, hoje ganha relevância nacional e mostra a força que as entidades sindicais ainda exercem na construção de uma indústria cada vez mais competitiva e sustentável.

Como Sindicato, aprendemos muito nesse caminho. Identificamos a necessidade de constante desenvolvimento científico e tecnológico para manter as empresas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e gás atualizadas e com potencial para oferecer o melhor serviço ao seu mercado consumidor. Nosso compromisso sempre foi representar os interesses das indústrias de energia do Estado de São Paulo, mas nunca deixaremos de compreender e encontrar as melhores soluções para as demandas e necessidades da sociedade.

 

Nesse percurso de 80 anos superamos inúmeras crises, sobrevivemos a novos paradigmas técnicos e nos adaptamos para lidar e manipular outras fontes e matrizes energéticas. Tivemos voz ativa no debate político e na formulação de políticas públicas e novas legislações que dialogavam com o posicionamento e interesse de nossas associadas. Fomos a ponte que interligou as demandas da indústria de energia e o Poder Público em Brasília e, muito além de sermos apenas porta-vozes de um setor empresarial, buscamos ser mensageiros do progresso, do desenvolvimento, da expansão da produção, distribuição e consumo da energia em nosso País.

 

O Estado de São Paulo concentra mais de 120.000 estabelecimentos industriais, o que equivale a 25,6% do parque fabril do Brasil, de acordo com dados compilados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Sozinho, São Paulo movimenta 30,8% do PIB. Energia é uma necessidade para um Estado com tamanha vocação produtiva.

 

Os dados da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado (SIMA) mostram que São Paulo responde por 15% da geração elétrica brasileira. Isso representa uma capacidade instalada de 23 GW. Ainda de acordo com a SIMA, a produção anual do Estado gira em torno de 60 mil GWh, para uma demanda de 145 mil GWh.


Nosso Sindicato se mantém atualizado e atuante, oferecendo a suas associadas um trabalho de muita seriedade e eficiência. Atualmente, o SindiEnergia representa 10 empresas associadas, entre distribuidoras, transmissoras e geradoras de energia elétrica e gás, e mais de 180 empresas desse segmento no Estado de São Paulo. Promovemos ações a partir de dois pilares principais: Relações Institucionais e Relações do Trabalho. Dessa forma, seu corpo diretivo, em nome da indústria da energia do Estado de São Paulo, aproxima-se dos principais stakeholders como legítimo representante de sua categoria frente às questões econômicas, regulatórias, trabalhistas e sindicais.

 

 

Lançamos em 2021 um site moderno e responsivo, que disponibiliza notícias e dados de interesse, visando à atualização de suas associadas. Além disso, estamos presentes nas principais mídias sociais a fim de aproximarmos da comunidade e disponibilizarmos informações relevantes do setor.

 

Buscamos o envolvimento das indústrias do setor por meio de grupos de estudos que possuem o objetivo de fortalecer e fomentar a discussão e análise de temas importantes, estimulando a integração e a troca de experiências. Temos os Grupos de Estudos do Contencioso Trabalhista; Relações Trabalhistas e Sindicais; Segurança e Saúde no Trabalho e Relações Institucionais, que por meio de seu trabalho de análise e estudo auxiliam e orientam o posicionamento do SindiEnergia.

E o que esperamos para os próximos 80 anos?

 

Primeiro, como entidade sindical do Estado de São Paulo, desejamos mais investimentos para garantir a segurança energética desse Estado que é o motor econômico e industrial do Brasil. São Paulo não pode parar e temos que diversificar as fontes de suprimento de energia para não ficarmos aprisionados às fontes hidrelétricas em momentos de estiagem e baixa vazão de nossos reservatórios. Baseados em metas já anunciadas e investimentos de expansão da rede nos últimos tempos, estamos esperançosos de que nossa oferta de energia elétrica e gás possa aumentar nos próximos anos e suprir essa demanda cada vez mais recorrente.

 

Segundo, continuaremos apoiando o crescimento de nossas associadas e o surgimento e consolidação no mercado de novas empresas e startups que possam contribuir com a evolução do setor de energia, pois sabemos que o futuro desse segmento está totalmente atrelado ao investimento e tempo que dedicamos à inovação.

Não podemos nos esquecer de um compromisso que já se faz presente nos dias de hoje, o da preservação ambiental e responsabilidade social. Fico feliz em perceber que as empresas do setor de energia estão firmando um pacto sólido com a sustentabilidade e o cumprimento de uma agenda ESG (Environmental, Social and Corporate Governance). Nossas ações futuras serão sempre baseadas nesses preceitos básicos e cada vez mais urgentes.

De sua fundação, em 1941, já se passaram 80 anos de muita dedicação e trabalho, seja como Associação Profissional da Indústria da Energia Hidroelétrica do Estado de São Paulo ou como o atual SindiEnergia, que, com certeza, foram importantes para as conquistas do passado e continuarão fazendo a diferença no futuro.

Em nome do Conselho de Administração do SindiEnergia, parabenizamos a todos que fizeram e fazem parte desta história.

 

 

Linha do Tempo do Setor